Review | The Last Kingdom – Episódio 1

Apesar de me considerar fã de Bernard Cornwell – autor do livro no qual o seriado se baseia – vou me limitar a analisar The Last Kingdom tão somente pelo o que verei na tela. Acredito que, dessa forma, as chances de me decepcionar ficam  consideravelmente reduzidas.

O primeiro episódio de The Last Kingdom nos coloca na pele do jovem Uthred de Bebbanburg nos idos de 866 d.c. Ele é o herdeiro de Northumbria, mas vê o seu pai morrer pelas mãos dos sanguinários guerreiros vikings. Uthred é capturado e passa a viver com eles, inclusive, ganhando respeito e criando empatia com seus captores.

Um corte no tempo nos mostra Uthred já adulto. Graças a um relacionamento amoroso, ele escapa de uma emboscada comandada por um desafeto do Ragnar e provavelmente, pelo seu próprio tio, que não quer ter de lidar com nenhum herdeiro.

O fato é que Uthred tem direito ao trono, mas não temos certeza do que ele realmente quer. Uthred se considera um viking ou saxão?

A BBC America produziu o seriado de maneira competente. Com cenários escolhidos a dedo, figurinos impecáveis e boas atuações, somos facilmente transportados para aquele período da História. As cenas de batalha já mostraram a qualidade da equipe técnica e também dos consultores. As táticas de batalha vikings que vemos aqui são bem realistas.

Esse primeiro episódio serve para apresentar os personagens principais e contextualizá-los. A trama central pode não ser das mais originais, mas ela tem potencial para crescer e empolgar. Não tem como não comparar o The Last Kingdom com Vikings, já que ambos retratam praticamente a mesma época. Apesar desse episódio de estreia não chegar nem perto do que nos acostumamos a ver em Vikings, sinto que The Last Kingdom pode evoluir bastante.

***Classificação***

 

9 thoughts on “Review | The Last Kingdom – Episódio 1”

  1. Não li o livro, mas por favor, parem de lançar novas séries. Vamos combinar isso com quem? BBC, HBO, Netflix?

    Pior que parece ser muito interessante, sempre ouço falar muito destes livros, mas nunca tive coragem de iniciar a leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *